13 de maio de 2006

Deus é triste


Paris, 1974

Deus é triste

Domingo descobri que Deus é triste
pela semana fora e além do tempo.

A solidão de Deus é incomparável.
Deus não está diante de Deus.
Está sempre em si mesmo e cobre tudo
tristinfinitamente.
A tristeza de Deus é como Deus: eterna.

Deus criou triste.
Outra fonte não tem a tristeza do homem.


Carlos Drummond de Andrade, As Impurezas do Branco.

2 comentários:

Fabiano Roberto disse...

insano que sou, tenho que contestar Drummond, Deus não é triste, mas o ser humano que acha a tristeza bela, charmosa, misteriosa. como algo que ninguém quer embora todos tenham orgulho de dizer te-la suportado.

luiza caetano disse...

Triste
é o homem triste
que necessita da tristeza
para encontrar
sua alegria