17 de maio de 2008

Galiza


Porto, Praça da Galiza. Rosalia de Castro na paisagem portuense. Uma obra muito bela do escultor Salvador Barata Feyo, esta estátua em granito inaugurada em 1954. Foto de Clara Azevedo, reproduzida com reverência, do livro Olhares de Pedra, Edições Prosafeita, para a Global Notícias, 2004.
Rosalia de Castro, hoje na Galena. Quando na Galiza se comemora o Dia das Letras Galegas.

Maio longo... Maio longo,
todo cuberto de rosas,
para algúns telas de morte,
para outros telas de vodas.

Maio longo, Maio longo,
fuches curto para min,
veu contigo a miña dicha,
volveu contigo a fuxir.

Rosalia de Castro

2 comentários:

Luis Guimaraes disse...

Ha ja alguns anos, e feito turista tirei uma foto à porta da casa da Rosalia de Castro na Galiza. Ja não sei onde para. Vou passar este domingo à procura desse momento clicante!!!!

Luis Guimarães.

barbara gloria disse...

não conhedia rosália ate o ano passado . quando do meu aniversário ganhei de presente um livro dela.
foi paixão a primeira lida..
bjs