16 de março de 2006

Nada. Transcendental.

Galena Transcendental. Porque vou deixar aqui reflexões, ou nem tanto, sobre o que capto. Se captar algo, claro, pois sou um nadinha distraído e por vezes teimosamente desatento. Ah ! Galena Transcendental só pode ter sido um título inspirado em Cinema Transcendental de Caetano. Cinema transcendental, trilhos urbanos, Gal cantando Balancê. Mas eu não quero explicar nada.

1 comentário:

luiza caetano disse...

Balancé!
Balancé!
no coração do Alberto
suportando o peso do mundo
Transcendentalmente
responsável,

filtrado
em Caetano

Emocionado em Gall

Beijos
PARABÉNS ALBERTO